“Pai” da internet diz que internet interplanetária já está em teste na Estação Espacial Internacional

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011


Nasa
Nasa

Computadores da ISS já estão testando a internet interplanetária, capaz de contornar os obstáculos do espaço sideral

Segundo o "pai" da internet, Vint Cerf, a chamada internet interplanetária já está sendo testada na ISS (Estação Espacial Internacional).

Cerf explicou que a chamada internet interplanetária já está sendo testada, mas não usa o IP (protocolo de internet) e sim o novo Bundle Protocol (protocolo de pacotes), capaz de superar os períodos de inatividade e de desconexões que acontecem no espaço por causa dos movimentos celestes e dos satélites que orbitam a Terra.

Em entrevista ao site de tecnologia Network World, Cerf contou que esses novos protocolos já estão rodando na ISS, em vários laboratórios da Nasa e em algumas universidades.

Na reportagem, ele explica que já existe, inclusive, um Bundle Bone, parecido com a espinha dorsal do IPv6, que liga todas as pesquisas umas às outras, e que já "há pelo menos uma implementação do BP para o sistema operacional Android, que ainda precisa ser refeita e melhorada".

O "pai" da internet disse também que a nave Epoxi, que está em órbita do Sol, já recebeu os protocolos interplanetários e os está testando. Neste ano, ele acrescentou, a ideia é padronizá-los e torná-los disponíveis para países que exploram o espaço.

Por meio desses protocolos, a partir de agora, as espaçonaves serão interligadas e se tornarão nós da espinha dorsal interplanetária, capaz de suportar explorações por robôs e seres humanos.

Cerf disse ainda que o Google está envolvido em vários projetos para acelerar a internet, como o protocolo SPDY, disponível em código aberto.

Em relação à computação em nuvem, ele lembrou que existem entre 25 e 30 grupos trabalhando em diferentes padrões. Mas para ele, "até que se consiga fazer experiências para que essas nuvens conversem umas com as outras de formas diferentes, não saberemos o que funciona e o que não funciona".

Ele concluiu, dizendo que cada grupo vai precisar provar que seu padrão funciona no mundo real antes que se possa dizer qual é o vencedor.

Fonte: R7


 
© 2009 | MALINUS | Por Templates para Você