Número de ataques na internet cresceu 93% em 2010

terça-feira, 5 de abril de 2011


Twitter (Foto: Reprodução)
Links encurtados espalham vírus em redes
sociais, como o Twitter (Foto: Reprodução)

O número total de ataques via web registrados em 2010 subiu 93% ante o ano anterior, com a ajuda da proliferação de endereços de internet encurtados, informou a produtora de software de segurança Symantec nesta terça-feira (5).

“No ano passado, hackers postaram milhares de links encurtados em redes sociais para iludir vítimas a sofrerem ataques de phishing e malware, elevando de modo dramático a proporção de infecções bem sucedidas”, afirmou a Symantec.

As redes sociais são plataformas cada vez mais importantes para os ataques, devido ao seu ganho rápido de popularidade junto aos usuários. A Symantec afirmou que os ataques contra as principais plataformas móveis também deveriam continuar subindo, depois de um aumento de 42% em 2010.

“As grandes plataformas móveis estão por fim se tornando onipresentes a ponto de merecer a atenção dos hackers”, afirmou a Symantec. “Os hackers, na verdade, estão seguindo os consumidores”.

Ciberataques irão aumentar
Os ciberataques dirigidos representarão ameaça crescente para as empresas de todo o mundo este ano, depois que a praga “Stuxnet” atingiu o programa nuclear iraniano em 2010, “2010 foi o ano dos ataques dirigidos de grande destaque. Veremos muito mais deles agora”, disse Sian John, estrategista da Symantec.

Os chamados ataques dirigidos encontram sucesso porque a maioria dos consumidores evita clicar em links suspeitos encontrados em mensagens de spam, mas abrem arquivos que parecem chegar de remetentes legítimos.
Fonte: G1

 
© 2009 | MALINUS | Por Templates para Você