Pioneiro da Internet quer salvar os livros

quinta-feira, 4 de agosto de 2011


Criador de uma página da memória da Internet agora quer salvar os livros de uma possível extinção


Objetivo é guardar uma cópia de todos os livros já publicados

Objetivo é guardar uma cópia de todos os livros já publicados

Em uma dessas reviravoltas da vida que fazem os produtores de Hollywood esfregarem as mãos antecipando uma grande história, um pioneiro da internet está juntando cópias de absolutamente todos os livros já publicados, salvando-os para um futuro em que o publicações em papel poderão se tornar artigo extinto.

kahle

Brewster Kahle é um dos cofundadores do Internet Archive, que já é um interessante projeto que salva para a posteridade a memória da internet (existe uma vasta biblioteca de versões antigas de páginas como o Yahoo, Google, Microsoft e até do Mc Donalds).

Brewster alugou um depósito em Richmond, na Califórnia, para guardar a preciosa coleção para as gerações futuras. O espaço já conta com 500 mil livros e ele calcula que será suficiente para guardar até 1 milhão de edições – pouco, se comparado com os 130 milhões de títulos disponíveis hoje segundo números do Google. Mas é um começo.

Cada uma das edições ganha um código de barras e é embalada em uma caixa de papelão, que depois é guardada em um container.

Ele justifica o trabalho dizendo que “sempre haverá espaço para os livros”.

A coleção não estará disponível para empréstimos, como em uma biblioteca; servirá para guardar a memória dos livros para um futuro onde eles poderão ter desaparecido completamente. Um banco de memórias similar à caverna do Ártico que serve de banco de sementes das espécies vegetais que existem hoje, chamada Silo Global de Sementes de Svalbard.

Fonte: Associated Press

 
© 2009 | MALINUS | Por Templates para Você