Twitter passa dos 100 milhões de usuários e mais de 250 milhões de tuítes por dia

quarta-feira, 19 de outubro de 2011



De acordo com o chefe do Twitter, Dick Costolo, a rede social já conta com mais de 100 milhões de usuários ativos e mais de 250 milhões de tuítes postados diariamente.

O serviço cresceu muito nos últimos meses, já que Dick informou que no início deste ano, o mcriblog contava com cerca de 100 milhões de posts diários. E já em junho de 2011, este número passou para 200 milhões. Ou seja, duplicou.

Costolo diz que no início do ano cerca de apenas 30% dos usuários ativos se conectavam diretamente ao serviço. Hoje, 50% deles fazem isso. De qualquer forma, ele afirma que o objetivo deles é conseguir atingir cada pessoa do planeta.

“Com o lançamento do sistema IOS 5, a conexão de usuários cresceu três vezes apenas no primeiro dia”, diz Costolo.

Os dados foram divulgados durante o evento Web 2.0. Summit, que aconteceu em São Francisco, nos Estados Unidos, na segunda-feira (17).

Fonte: Techguru

► Leia mais...

Curiosidades sobre o horário de verão


Veja fatos interessantes sobre esta medida que deixa os dias mais longos e divide opiniões

Segundo pesquisas, maioria da população brasileira aprova o horário de verão

Segundo pesquisas, maioria da população brasileira aprova o horário de verão

MAIS: _Entenda como funciona o horário de verão

A chegada do horário de verão - à 0 horas deste domingo (16) - trouxe também as mesmas questões de todos os anos: Qual a sua função? Quem o inventou? Por que não é obrigatório em todo território nacional?

Para responder essas e muitas outras perguntas, o MSN Tecnologia preparou uma lista de curiosidades sobre esta medida adotado por diversos países e que neste ano conta com um fator inédito no Brasil. Vale a pena conferir:

Fontes: MME.gov.br, wikipedia.org

Horario_de_verao_03

Objetivo

- O objetivo principal do horário de verão é economizar energia elétrica através do aproveitamento da luz do Sol.

- No Brasil, verifica-se uma economia de energia nos estados da região Sul de 4,6% da demanda integrada durante o consumo de pico.

- O valor chega a significar de R$ 75 milhões à R$ 100 milhões de economia para o País, equivalentes a 2.650 megawatts.

- A implantação da medida também proporciona preservação do meio ambiente, evitando a poluição que seria produzida pela queima de combustível fóssil através da geração de energia elétrica de origem térmica.

- Segundo pesquisas da a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) a grande maioria da população brasileira aprova o horário de verão.

- No entanto, há criticas sobre os efeitos do recurso no organismo, uma vez que a mudança de horário pode alterar o relógio biológico das pessoas.

- Por isso, a escolha dos domingos para início e término do horário de verão é uma forma de proporcionar às pessoas uma melhor adaptação ao novo horário.

Horario_de_verao_04

História

- O horário de verão foi cogitado pela primeira vez, em 1784, por Benjamin Franklin, numa época em que ainda não existia luz elétrica.

- A ideia original defendia uma possível economia em cera de vela gerada pelo adiantamento do relógio em uma hora no verão.

- Mais tarde, em 1907, o astrônomo William Willett, deu início a uma campanha para o governo britânico adotar a prática.

- A ideia de Willett consistia em avançar os relógios em 20 minutos nos domingos do mês de abril e retardá-los a mesma quantidade nos domingos de setembro.

- No entanto, o primeiro país a implantar oficialmente o horário de verão foi a Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial.

- A economia de energia foi considerada um fator estratégico na guerra pelo governo alemão, diminuindo o consumo de carvão, principal fonte de energia da época.

- No Brasil, o horário de verão foi adotado pela primeira vez em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas.

- A versão de estreia durou quase meio ano, vigorando de 1º de outubro de 1931 até 31 de março de 1932.

- Houve vários períodos em que este horário não foi adotado no Brasil.

- Por volta de 1985/86, o horário de verão passou a ocorrer em todos os anos.

- Em 2006, ele foi adiado por três semanas, devido ao segundo turno das eleições. O medo era que a mudança de horário provocasse problemas no sistema de funcionamento das urnas eletrônicas.

- Neste ano, o horário de verão no Brasil será o mais longo desde 1985.

- O motivo se deve há uma coincidência entre o dia previsto para o término do horário de verão e o domingo de carnaval. Quando isso acontece, o encerramento deve ser no fim de semana seguinte. No caso, dia 26 de fevereiro de 2012.

Horario_de_verao_02

Geografia

- Atualmente, cerca de 30 países utilizam o horário de verão em pelo menos parte de seu território.

- O Brasil é o único país cortado pela linha do equador que adota o horário de verão.

- A medida é mais usada por países distantes da linha do equador porque, nestas regiões, os dias se tornam mais longos, e as noites, mais curtas.

- Em países como o Canada, por exemplo, é comum se ter claridade no verão até as 20 ou 22 horas, fazendo o recurso ser muito mais eficiente.

- Sendo assim, a aplicação do horário de verão nas regiões Norte e Nordeste do Brasil não se justifica porque a variação de luz solar anual é insignificante.

- Nestas duas regiões, a programação das emissoras de televisão fica adiantada uma hora, uma vez que segue o horário em vigor no Rio de Janeiro e São Paulo.

- Uma novidade deste ano é a adesão da Bahia, a pedido do governador Jaques Wagner, que quer manter o horário do Estado no de Brasília.

Fonte: MSN Tecnologia


► Leia mais...

Samsung e Micron preparam nova geração de memória RAM em 3D


A informática depende de investimento e evolução em diversos setores para continuar sendo um mercado bem-sucedido. Acontece, no entanto, que o aprimoramento dos componentes se dá de forma separada, o que resulta na disparidade de tecnologia entre diferentes itens.

As memórias RAM, por exemplo, vêm evoluindo num ritmo mais lento do que os semicondutores. E não falamos apenas da redução no tamanho dos componentes, mas ressaltamos aqui as diferenças brutais de desempenho que são notáveis nas arquiteturas dos dispositivos.


(Fonte da imagem: Divulgação/Micron)

As maiores fabricantes de cada ramo, contudo, não ficam paradas. Há sempre investimento em novas tecnologias, arquiteturas, processos de fabricação e diversos outros detalhes que podem melhorar a forma como os componentes se relacionam.

A Samsung é uma empresa que tem mostrado iniciativa, fato comprovado pelo recente anúncio sobre o desenvolvimento de memórias RAM em 3D. Pensando na grande revolução que está para acontecer, elaboramos este artigo para explicar o que mudará daqui para frente e quais os benefícios da nova tecnologia nos chips de memória.

A necessidade de um novo padrão

Depois de construir a maior fábrica de memória RAM do mundo e investir na produção de módulos com tecnologia de 20 nanômetros, a Samsung (companhia número 1 do ramo), junto à Micron (maior empresa americana do setor), aposta na revolução do padrão DRAM.

As duas companhias criaram o HMCC (Hybrid Memory Cube Consortium, em tradução livre “Consórcio de Memória Híbrida em Cubo”), associação que conta com o apoio de algumas empresas — como a Altera Corporation, a Open Silicon e a Xilinx — e pretende arrebanhar mais parceiras para encontrar soluções para a evolução dos módulos.


(Fonte da imagem: Divulgação/Samsung e Micron)

Segundo o documento oficial, a ideia de criar o consórcio partiu da premissa de que a largura de banda de memória requerida por computadores de alto desempenho e equipamentos futuros aumentou além do que as arquiteturas convencionais conseguem prover.

Isso quer dizer que o padrão DDR3 e a futura versão DDR4 não são capazes de fornecer desempenho equiparável ao dos processadores e demais componentes que estão prestes a surgir. A solução? O consórcio HMC pretende investir na produção de memórias 3D.

Como vai funcionar?

Para o consumidor, a memória DRAM 3D não vai apresentar diferenças significativas no modo de funcionamento. Isso porque o que deve mudar não é o funcionamento, mas sim a construção e o modo como os componentes internos dela se relacionarão.

O nome provisório para o padrão dos novos módulos é 3DRAM, a junção entre os termos 3D e DRAM. Considerando isso, nota-se que a dificuldade principal do consórcio HMC não será criar algo completamente novo, mas apenas adaptar os atuais chips de memória para trabalharem em camadas.


(Fonte da imagem: Divulgação/Hybrid Memory Cube Consortium)

Apesar do nome sugestivo, as memórias 3DRAM não têm relação alguma com imagens que saem da tela. O “3D“ empregado na nomenclatura vem para indicar que, em vez de criar um módulo simples com chips colocados lado a lado, as memórias 3DRAM devem trazer diversos chips interligados, sobrepostos e distribuídos em três dimensões.

Basicamente, um módulo de memória 3D deve ser organizado da seguinte forma: uma pilha de camadas DRAM (no topo) interconectadas por trilhas, uma camada lógica com circuitos diversos (abaixo dos chips) e o substrato na base com os contatos elétricos. Claro, esse esboço pode ser alterado completamente, porém, isso é o que há de mais concreto no momento.


Esboço de memória 3DRAM (Fonte da imagem: Divulgação/Micron)

Por se tratar de uma arquitetura diferenciada, os chips 3DRAM não devem ser inseridos em módulos (como estamos acostumados a ver nos dispositivos atuais). A ideia é criar uma placa com os diversos cubos,a qual seria conectado na placa-mãe em um slot diferente, ou seja, mais um componente que deverá sofrer mudanças para que haja a evolução da informática.

As placas com memórias 3DRAM devem ter um tamanho consideravelmente reduzido, o que mostra a preocupação em minimizar a área ocupada pelo componente. Segundo informações divulgadas pela Samsung e pela Micron, as placas 3DRAM devem usar 90 % menos espaço que os módulos com chips DDR3.

Quais as vantagens?

Baseado no que foi divulgado até agora, se compararmos um módulo de memória comum com um simples cubo de memória 3D (ambos com a mesma capacidade), pode-se notar que uma memória 3DRAM apresenta desempenho 15 vezes superior e utiliza 70 % menos energia por cada bit.

Outra vantagem significativa diz respeito à capacidade das memórias. Considerando o modo de construção, as memórias 3DRAM poderão disponibilizar nove vezes mais espaço para o armazenamento de dados temporários. Isso significa que, enquanto os módulos DDR3 oferecem valores de 32 GB, os chips de memória 3D poderão entregar até 288 GB.


(Fonte da imagem: Divulgação/Hybrid Memory Cube Consortium)

Não bastassem todos os benefícios de espaço, desempenho, capacidade e energia, a ideia do HMCC é criar soluções para fazer com que os chips de memória 3D trabalhem em conjunto com CPUs, GPUs e outros dispositivos. Não se descarta a possibilidade de usá-las embutidas em APUs, mas enquanto não houver a especificação completa, nada pode ser assumido como concreto.

Quando estarão disponíveis?

As empresas participantes do HMCC pretendem divulgar ferramentas, a documentação completa e especificações até o ano que vem (quando provavelmente serão lançados os módulos de memória DDR4). Até lá, a Samsung e a Micron esperam que mais fabricantes juntem-se ao desenvolvimento das memórias 3DRAM.

Apesar de ainda não ser dado como certo, tudo indica que o futuro do DRAM seja o 3DRAM. Vale lembrar, entretanto, que muitas outras tecnologias e soluções vêm sendo propostas, estudadas e desenvolvidas.

Enfim, não há como garantir que o 3DRAM será o futuro, mas só por aproveitar boa parte do que já foi evoluído com os chips DRAM, o novo padrão tem grandes chances.


Fonte: Tecmundo
► Leia mais...

Kindle Fire vira alvo de processo

quarta-feira, 12 de outubro de 2011


Exatos 13 dias depois de ser anunciado por sua empresa-mãe Amazon, o tablet Kindle Fire finalmente enfrenta seu primeiro processo por quebra de direitos autorais.

Kindle Fire

Kindle Fire

A ação foi movida por uma empresa chamada Smartphone Technologies, companhia que pertence a um tal Acacia Research Group e que aparentemente se ganha a vida registrando patentes para dispositivos móveis e então cobrando grandes empresas por uso indevido de suas tecnologias intelectuais nos tribunais.

O processo só foi protocolado depois que a Amazon se recusou a pagar tributos por conta de “inovações” como uso de tela sensível ao toque ou da ação de clicar sobre um ícone para abrir um aplicativo, que a tal da Smartphone Technologies jura de pés juntos serem sua propriedade intelectual.

Outros motivos que levarão as empresas aos tribunais são um “sistema e método de exibição e manipulação de múltiplos calendários em um assistente pessoal digital” e a patente de um “software que faz com que o aparelho tenha alguma reposta quando alguém escreve em sua tela”.

Autêntica representante das chamadas patent trolls – companhias que pretendem fazer algum dinheiro fácil às custas de inovações alheias –, a Smartphone Technologies também tem processos contra a Apple, Microsoft e RIM nos EUA.

Fonte: Tecnoblog

► Leia mais...

O ataque dos insiders Saiba como evitar este risco


Que os ataques cibernéticos existem, todos já sabem. E a maioria das pessoas se preocupa com os externos, principalmente os profissionais que são da área de TI. Porém, nem sempre o vilão está longe: qualquer funcionário mal-intencionado ou um antigo empregado cheio de vingança podem se tornar grandes ameaças.

Um estudo feito pela consultoria norte-americana Verizon mostra que ataques virtuais conduzidos por pessoas de dentro da própria empresa (conhecidos como insiders) respondem por importante parte do total de ocorrências. Em 2009, os ataques internos chegaram a 48% dos casos estudados. Em 2010, o número caiu para 17%, embora a Verizon acredite que não houve, necessariamente, queda do número deste tipo de ocorrência, mas sim um grande aumento no número de ataques externos.


Muitos ataques virtuais são conduzidos por pessoas de
dentro das empresas (conhecidos como insiders)

Ainda falando em pesquisas, o 12º Estudo Global de Segurança da Informação, realizado em 2010 pela Ernst & Young, concluiu que as represálias de ex-funcionários são os maiores riscos para a área de TI das empresas. Eles deletam dados de servidores, enviam e-mails em nome de outras pessoas – muitas vezes do presidente da empresa – ou mesmo roubam dados de clientes. Infecções com vírus e worms aparecem na primeira posição tanto no ranking de ataques externos como no de internos.

Como funcionam os ataques internos
Muitas vezes os ataques internos não são resultado de um único problema, mas de uma série de pequenas falhas. Entre elas estão as lacunas nos procedimentos de segurança, onde acidentalmente os usuários acabam descobrindo bugs que permitem o acesso a materiais e tarefas que antes não teriam. Há também as limitações no gerenciamento de identidades, documentação incompleta ou desatualizada, falhas nas segregações de funções, como baixo controle dos acessos e permissões. Por fim, há as arquiteturas de rede complexas: sistemas difíceis são mais passíveis de “brechas”, trazendo mais vulnerabilidade.

Segundo Antonio Borba, diretor executivo da empresa Magic Web Design e consultor na área de tecnologia, muitas vezes são os próprios funcionários da área de TI que, pela facilidade do acesso, conseguem danificar as redes. “Um colaborador demitido, por exemplo, pode querer se vingar. Mas os casos não se resumem a esses. É possível que um insider queira vender dados valiosos ou se aproveitar das brechas para o enriquecimento ilícito – como em fraudes em sistemas bancários”. Para ele, qualquer empresa que utilize sistemas de TI pode estar suscetível a ataques internos, independentemente de sua área de atuação. “Basta que o insider tenha um objetivo a atingir (vingar-se, roubar dados, acessar informações, entre outros) e que as oportunidades existam”.

O profissional complementa dizendo que dependendo do tipo de ataque, é possível até a exclusão do banco de dados, o que pode significar anos de investimento jogados fora. “A venda ou a utilização de dados confidenciais de clientes pode levar a danos à sua credibilidade, além de prejuízos financeiros também”.

Como evitar este tipo de ataque?
Antonio Borba dá dicas que podem ajudar a evitar os ataques de insiders:

- Mantenha o controle rígido sobre acessos, senhas e recursos utilizados pelos funcionários. Além disso, é importante documentar processos e rotinas sobre a infraestrutura de sistemas, de forma que não se crie dependência excessiva sobre o trabalho de uma única pessoa;

- Crie procedimentos como o duplo controle, isto é, para realizar determinadas tarefas, é preciso da autorização de mais de um funcionário. A cumplicidade nas ações ajuda a minimizar os riscos;

- Quando o trabalhador está deixando a empresa, a equipe de TI precisa ser ágil na suspensão de acessos e mudanças de senhas administrativas. Em muitas empresas esse cancelamento se dá até 20 minutos antes da comunicação da demissão;

- Os sistemas de TI oferecem várias ferramentas que permitem a monitoração de atividades inesperadas. Definir limites e alertas para estas situações é fundamental para suavizar os riscos de sabotagem.
Fonte: Baboo
► Leia mais...

Walmart e Facebook anunciam parceria


Nesta terça-feira foi divulgada uma parceria entre a rede varejista Walmart e a maior rede social do mundo, o Facebook, resultando em uma página chamada My Local Walmart. A idéia é criar uma página que vai utilizar sua localização para dizer o que rola na loja mais próxima.

A página funciona mais ou menos assim: ela alerta o usuário do Facebook sobre liquidações, lançamentos ou promoções rápidas que acontecem nas lojas ao redor. Ao todo serão 3500 lojas dos Estados Unidos que vão enviar as novidades para seus clientes na rede social. O objetivo desta parceria é peitar a gigante Amazon, que detém grande parte do e-commerce norte americano. Para entrar na onda e ficar de olho nas promoções e lançamentos que acontecem em alguma loja dos Estados Unidos, basta curtir a página do Walmart no Facebook.

Fonte: Techguru

► Leia mais...

Kit para comunicação unificada ganha suporte para novos idiomas


Comunicação Unificada integra serviços de e-mail, telefonia, mensagens instantâneas, entre outros

Comunicação Unificada integra serviços de e-mail, telefonia, mensagens instantâneas, entre outros

A Plantronics, empresa focada em soluções de comunicação em áudio, anunciou, nesta segunda-feira (10), o aprimoramento ao seu Kit de Ferramentas de Comunicação Unificada, dispositivo online que integra serviços de e-mail, telefonia, mensagens instantâneas, videoconferência e PABX.

O aperfeiçoamento inclui suporte em mais de 10 idiomas, como português do Brasil, francês, francês canadense, alemão, italiano, espanhol, russo, chinês, coreano e japonês.

O Kit é um recurso direcionado para auxiliar profissionais da área de tecnologia da informação (TI) em implantações bem-sucedidas de dispositivos de áudio de comunicações unificadas.

“Desenvolvemos o Kit de Ferramentas de Comunicação Unificada com um objetivo muito simples em mente: ajudar profissionais de TI responsáveis pela implementação de comunicações unificadas a realizar uma implantação bem-sucedida de dispositivos de áudio”, declarou o vice-presidente e CIO da Plantronics, Tom Gill.

Segundo o Analista de pesquisa sênior, Rich Costello, a globalização do Kit de Ferramentas de Comunicação Unificada da Plantronics acelera o aprendizado de gerentes de TI do mundo todo na implantação de dispositivos de áudio integrados. “O resultado é economia do tempo e um significante aumento na probabilidade de adoção pelo usuário e de sucesso em geral,” concluiu.

O Kit de Ferramentas de Comunicação Unificada da Plantronics pode ser acessado a partir de 21 sites regionais da companhia.

Fonte: MSN Tecnologia

► Leia mais...

Ubuntu 12.04 se chamará Precise Pangolin


A Canonical já anunciou o nome da versão 12.04 do Ubuntu, ela se chamará Precise Pangolin

A Canonical batizou nesta segunda-feira (10) a versão 12.04 do Ubuntu, assim como nas outras versões, os nomes são definidos pelo ano e o mês de lançamento, seguido pelo nome de um animal e um adjetivo, o dessa vez é o Precise Pangolin o que séria algo como “Pangolin Preciso”.

Além do nome, o número da versão também obedece uma regra, a primeira dezena sempre é o ano em que a versão foi lançada, e a segunda dezena é o mês, no caso desta versão, ela será lançada em abril de 2012 (12.04)

O presidente da Canonical, Mark Shuttlewort, aproveitou a apresentação para falar um pouco da escolha do nome: O Ubuntu 12.04 é um LTS. E por isso queremos que ele seja resistente, durável, sólido como uma rocha e tenha boas defesas. E essa versão também será a cara do Ubuntu por um bom tempo, então queremos que ele não tenha pontas soltas, que ele seja coerente, puro. Balanceando todas essas opções, eu acho que nós temos a mistura ideal no mascote escolhido para o Ubuntu 12.04 LTS.


Fonte: Guiky
► Leia mais...

Apple lança atualização do sistema iOS para os usuários


A Apple lançou, no início da tarde desta quarta-feira (12), a atualização do seu sistema operacional para dispositivos móveis, o iOS 5. Para ter o novo software, o usuário deve conectar seu iPhone, iPod touch ou iPad ao computador e acessar o programa iTunes.

São 200 novas funções no novo iOS, segundo a Apple, com destaque para a integração com o sistema de nuvem da empresa, o iCloud, que permitirá armazenar dados como documentos, fotografias, contatos, e-mails e informações sobre aplicativos na internet, e o fim da necessidade de se ligar o aparelho a um computador para instalar atualizações do sistema. O iCloud é gratuito para usuários do iOS 5, com limite de 5 GB de armazenamento.

Aplicativos web do iCloud são apresentados no mesmo formato que no iPad (Foto: Reprodução/CNET)
Aplicativos web do iCloud, que são apresentados no mesmo formato que no iPad (Foto: Reprodução/CNET)

O novo sistema também traz a centralização das notificações para incomodar menos os usuários, a integração direta dos aplicativos com o Twitter e o iMessage, um serviço de mensagens semelhante ao BlackBerry Messenger, da concorrente RIM.

O iOS 5 também fez mudanças no aplicativo da Câmera. Agora, o usuário tem acesso imediato à câmera a partir da tela de bloqueio e o botão de volume pode ser usado para tirar uma foto de maneira mais rápida. Além disso, uma grade serve de opção para ajudar no enquadramento das imagens.

iOS 4
A última versão do sistema, o iOS 4, foi lançada pela Apple em junho de 2010, com a grande novidade de trazer o recurso de multitarefa para o aparelho. O iOS 4 também trouxe a possibilidade de organizar os aplicativos em pastas, ter todas as contas de e-mail e um só lugar e ler os livros digitais do iBooks.

O lançamento foi seguido por uma atualização, em maio de 2011, que traz mudanças no modo como o aparelho armazena e gerencia os dados de localização dos usuários. A atualização veio depois da denúncia de que o iPhone e o iPad 3G atualizavam constantemente um histórico de localização do usuário, criando uma relação de todos os lugares onde o dispositivo já esteve.

Fonte: G1

► Leia mais...

 
© 2009 | MALINUS | Por Templates para Você